Clínica Pisati Mononucleose
O que é Mononucleose?
16 de abril de 2018
Meu filho não fala
Meu filho ainda não fala. Isso é normal?
9 de agosto de 2019
Mostrar tudo

O Aprendizado do Sabor

O Aprendizado do Sabor

O estudo do desenvolvimento e aprendizado infantil abrange vários aspectos como a parte motora e a linguagem cognitiva, mas pouco se fala de uma área muito importante e com certeza poderá causar grande curiosidade nos pais, não mais que nas crianças: o aprendizado e a evolução do sabor.

Será que isso é realmente importante?
Sabemos que todo aprendizado ocorre por estímulo e não há dúvida de que o estímulo alimentar é fundamental para garantir o aporte de nutrientes ao bebê, sendo este muito aguçado.

Não só o sabor atrai as crianças, mas tudo que está envolvido no tópico alimentação, como a cor, o aroma, a textura e a apresentação dos alimentos e o ambiente; este todo provoca um enorme prazer que devemos cultivar e manter durante toda nossa vida.

Cada introdução alimentar será uma novidade, portanto deveremos respeitar um tempo para que a criança sinta e identifique cada alimento. Poderemos encontrar maiores facilidades com alguns tipos de sabores, mas nunca desistir de estimular o oferecimento.

Algumas caretas poderão surgir, a comida pode ser jogada pra fora, brincadeiras com o alimento, mas tudo é absolutamente normal. Aliás, o prazer da alimentação está ligado a todas as sensações em torno do ato de se alimentar.

A criança está ávida para esta gama de sensações, portanto é de extrema responsabilidade o que iremos oferecer a ela. Com o tempo vamos formando o hábito alimentar com memórias de bons ou maus exemplos, como tudo que acontece com estes pequenos. Daí a importância de não oferecer alimentos com açúcar ou com maior teor de sal. Estas metas consistem em uma luta árdua dos educadores da boa nutrição, e que irá refletir no futuro da saúde da criança.

Sabemos que a culinária é uma arte, portanto devemos usar e abusar de profissionais que têm este olhar aguçado por cada ingrediente e sabem extrair o melhor de cada parte do processo.

Por que não ousar em ingredientes e harmonizações?
Sempre respeitando a fase que se encontra a introdução alimentar e com o mais adequado suporte nutricional. Poderemos sair do lugar comum da alimentação e explorar todo o universo que existe nesta arte.

Realmente parece complicado, mas com uma boa orientação poderemos atingir esta meta da diversificação alimentar aliada à qualidade e a boa prática nutricional.

Colaboração:
Dr. Augusto Pisati
Especialista em:
Pediatria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Call Now Button