Princípios da Osteopatia
Os princípios da Osteopatia
20 de maio de 2017
Educação Infantil
As dificuldades na Educação Infantil
1 de julho de 2017
Mostrar tudo

Exercícios na adolescência

Exercícios na Adolescência

Exercícios na Adolescência

A adolescência é um período caracterizado por intensas modificações físicas, psíquicas e sociais que ocorrem entre os 10 e 19 anos de idade.

A prática de exercícios na adolescência é uma das questões que mais geram controvérsias, com dúvidas como quais atividades podem ser desenvolvidas, qual grau de competitividade, quando se pode iniciar projetos esportivos, sejam individuais ou coletivos, e quais as repercussões do exercício físico na saúde do adolescente.

A atividade física é um importante auxiliar no desenvolvimento do adolescente, podendo aperfeiçoar o potencial físico determinado geneticamente, e paralelamente a uma boa orientação nutricional, atuar como um fator de grande importância no desenvolvimento normal na adolescência diminuindo os riscos de futuras doenças.

É essencial ressaltar a importância da diferenciação entre idade biológica e idade cronológica no planejamento de um programa de exercícios para adolescentes.

Para isso é necessário avaliar os estágios de maturação sexual, e essa diferenciação possibilita distinguir as adaptações morfológicas e funcionais de cada treinamento.

Uma dúvida muito comum entre os pais é: o esporte deve ser somente recreacional ou pode ser competitivo?

O esporte competitivo ajuda a desenvolver aptidões e o esporte recreacional ajuda a eliminar a falta de aptidões, desde que o esporte escolhido seja praticado com equilíbrio entre benefício e performance.

Ou seja, que não cause prejuízo à saúde pela busca de melhores resultados, mas assim como com adultos, a busca por resultados leva ao aumento dos riscos envolvidos no treinamento.

O que é bem claro atualmente, mas que ainda gera dúvidas e discussões, é o Treinamento Anaeróbio (ex.: Musculação) influenciar de modo ruim no crescimento.

Com as técnicas corretas, mesmo indivíduos pré-púberes podem se beneficiar de uma pequena carga de exercícios resistidos e, neste caso, o vilão para as lesões é o excesso de treinamento e a prática de atividade física sem supervisão.

Então, torna-se importante não apressar a escolha do esporte a ser praticado, baseando-se apenas no biotipo, o que é um erro muito comum que pode causar muitas frustrações.

Até os 10 anos de idade não se deve selecionar o “esporte ideal” e sim envolver a criança com diversas modalidades esportivas.

O primeiro passo para estimular a prática da atividade física é que a escolha deve ser estimulante e prazerosa, pois não existe esporte perfeito e completo.

Portanto, qualquer atividade física pode ser adequada ou inadequada, dependendo da condição física do indivíduo e da correta orientação e acompanhamento.

Hoje existe o desafio de tirar as crianças e adolescentes da frente da TV, do celular e do computador, mas é importante estimular a prática do exercício, pois sabe-se muito bem que há uma grande associação entre sedentarismo e doenças crônicas.

Colaboração:
Dra. Luciana Garms
Especialista em:
Ortopedia Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Call Now Button